Cataluna. O pós-independência

Via Afonso Camões. Meu comentario logo a seguir.
“Afonso Camões Madrid, 27 out – O senado de Espanha aprovou hoje por maioria absoluta autorizar o governo a aplicar o artigo 155.º da Constituição, que suspende a autonomia da Catalunha.
A medida implica a destituição do presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, e de todos os membros do seu executivo, a limitação das competências do parlamento regional e a marcação de eleições num prazo de seis meses.
Os deputados independentistas do parlamento regional da Catalunha aprovaram hoje a independência da região com 70 votos a favor, 10 contra e dois em branco.”
Este braço de ferro não é bom a democracia.
Mas é bom lembrar dois factos simples. O primeiro que a Europa nasceu como um conjunto de estados-nação que pouco a pouco ganhou dimensão e fixou as fronteiras. Algumas dessas nações coexistem mal dentro dos paises onde foram agregadas. E quando a volta da história aconteceu separaram-se e autonomizaram-se. Lembro a Republica Checa e Eslovaquia, os paises que foram parte da Jugoslavia e ainda os que compuseram a União Sovietica.
Ainda hoje temos traçados estatais que são contra essa dimensão de nação, na definição do Prof. Adriano Moreira, um povo com uma história comum, uma língua, costumes, um sentido de identidade e pertença. Lembro a Holanda, a Bélgica no continente europeu. Lembro a Irlanda dividida artificialmente entre uma Irlanda do Norte e do Sul.
O processo de integração europeu fez-se a mata-cavalo contra essa lógica de afirmação da identidade dos povos. Como se eles tivessem de deixar de existir para uma ideia traçada no papel, a esquadro e lapis se tornasse realidade.
Hoje temos o Brexit, amanhã teremos outra coisa qualquer.
Segundo como bem diz o Afonso há 80 anos Franco e os seus generais fascistas esmagou a ferro e fogo a independência da Catalunha. Como faria mais tarde ao Pais Basco. Restabelecida a democracia julgou-se que a unidade `a volta do Rei fosse bastante para manter essa unidade artificial. Vê-se agora que não chega. E qualquer acto de expressão da unidade nacional é olhado como uma afronta pelos catalães.
Chegou-se ao ponto da ruptura. As posições extremaram-se, cada um ficou na sua. Madrid acha [outra vez] que ao porrete resolve os problemas. Não tardará que faça avançar o exército espanhol para silenciar a revolta. O lider catalão cedeu aos que exigiam uma independência imediata e decretou a independência.
Sinto que como portugueses temos que exprimir compreensão. Há 900 anos decretámos a nossa independência de Leão e travamos a guerra com eles quando foi necessário. Levou trinta anos para que o novo estado fosse reconhecido pelo Papa. Ou seja o sentido de identidade nacional levou a que o povo lusitano se dispusesse a passar por todas as provas para conservar a sua independência unilateral.
Calço as sandálias dos catalães e preocupo-me com o que se possa passar a seguir.
Bruxelas lavou as mãos como Poncio Pilatos. Está no seu papel. Mostra a sua inutilidade. E a incompetência da sua Comissão.
Resta ao Rei se é digno do seu papel assumir o papel de pacificador nacional e serenal os espiritos e “segurar” Rajol. O Partido Popular é hoje uma sombra do que foi. É uma direita musculada, nacionalista, que tem pouco a ver com o projecto do centro-direita e da social-democracia.
O tempo é de receio e preocupação.

LikeShow mor
Anúncios
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Composição do Comité Permanente do Politburo do PCChinês

Mantém-se o mesmo número de 7 no Standing Commitee do Politburo do PCC. Novas caras juntam-se ao mais conhecido Wang Yang. Importará fazer o escrutinio do equilibrio das facções na nova composição do SC-CC. Numa leitura imediata, Xi Jinping foi prudente na escolha dos colaboradores mais directos. Irá posicionar peças chave no Conselho de Estado fazendo a rodagem para outros voos. A maior surpresa para mim é a não inclusão de Hu Chunhua, o boss do partido em Guangzhou e para muitos observadores o candidato favorito `a sucessão de Xi. O que pode dizer duas coisas: ou apareceram factos que comprometem a idoneidade do dirigente de Cantão ou as principais facções vetaram-no. Xi não se deve declarar como vencido e é provável que empurre Hu para um lugar de destaque mas não nos habituais lugares cobiçados [Presidente da APN, Presidente da CPCPC, Comissão Central de Disciplina]. Um jogo de corpo que irá centrar a atenção dos principais observadores foi da especial deferência de Xi em relação a Jiang Zemin na mesa da presidência e a forma nervosa como Jiang foi olhando para o relógio durante o discurso do lider. Não é nada habitual. No ‘inner circle” da política chinesa estas coisas têm sempre uma leitura polîtica.

“Based on information from several sources, the Post has reported that the five new faces to join China’s top decision-making body will be Li Zhanshu, Han Zheng, Zhao Leji, Wang Yang and Wang Huning. Together with Li Keqiang, they will form a new team to support the Standing Committee’s “core” member, Xi, who is set to emerge as the most powerful leader in decades.”

No automatic alt text available.
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Xi Jinping, o líder indispensável

Iniciou-se o XIX Congresso do Partido Comunista Chinês ontem, dia 19 de Outubro. É um tempo de celebração, mas também de escolhas. Diz-se que as escolhas foram já feitas nos meses que o antecederam e que as várias estruturas do partido escolheram os seus representantes ao congresso nacional. Tenho dúvidas se não haverá acertos de última hora. Não é habitual o partido anunciar uma lista de demitidos na véspera da sua reunião magna.

Artigo de fundo no Ponto Final. images

https://opiniaopontofinal.wordpress.com/2017/10/19/xi-jinping-o-lider-indispensavel/

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Luvas

O que acho estranho é o adjectivo. Em concursos públicos de empreitadas ou fornecimenos não há favorecimentos “involuntários”. As propostas são alinhadas pelas suas valências próprias. Quanto muito poderá ter havido um subcritério qualitativo que foi especialmente valorizado no computo. Mas um ministro só decide com base numa proposta fundamentada que lhe é presente debaixo, não inventa. E tem assessoria jurídica no gabinete no caso de ter dúvidas fundadas. Isto lembra-me os processos de obras do Estádio da Taipa sobre que comentei noutra sede. A corrupção a existir é debaixo para cima. Se cumprem ordens directas de cambalacho do Ministro são cumplices em corrupção passiva.

Image may contain: 1 person
Publicado em Corrupção, Governo PS, Portugal, Uncategorized | Publicar um comentário

Bem Marcelo

“Por muito que a frieza destes tempos cheia de números e chavões políticos convidem a banalizar, estes 100 mortos não mais sairão do meu pensamento, com um peso enorme na minha consciência como no meu mandato presidencial”. Marcelo Rebelo de Sousa

Image may contain: 1 person, outdoor
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Eduardo Cabrita

Tenho um grande apreço pessoal pelo Eduardo Cabrita que conheço há quase 30 anos. É um jurista eminente, um trabalhador dedicado, um homem bom. Dito isto acho que o perfil pessoal dele não se ajusta ao perfil que se requer de um Ministro de Administração Interna. O Eduardo é um homem de estudo e gabinete. Aquela é uma função de acção e gestão operacional de policias, bombeiros e gente dos serviços de segurança interna. Desejo-lhe felicidades mas não o congratulo. É mais alguém para António Costa queimar e trucidar. Como tem feito com outros. Tinha no partido e no Estado pessoas com outras características que poderiam comandar os mecanismos de emergência nacional. Prova que este é já um governo com o fim à vista.

ÚLTIMA HORA

Publicado em Governo PS, PS, Uncategorized | Publicar um comentário

O socialism africano

Um exemplo lamentável do chamado socialismo africano. Multiplicam-se como cogumelos.

A mulher do Presidente do Zimbabué, Grace Mugabe, apresentou uma queixa em tribunal contra um empresário libanês que não lhe entregou um anel de diamantes no valor de 1,35 milhões de dólares. De acordo com a imprensa local, Grace Mugabe, de 52 anos, encomendou em 2015 um anel de diamantes de 100 quilates a um empresário libanês residente no Zimbabué para assinalar o aniversário do seu casamento com Robert Mugabe, de 93 anos. [ 185 more words ]

See More

A mulher do Presidente do Zimbabué, Grace Mugabe, apresentou uma queixa em tribunal contra um empresário libanês que não lhe entregou um anel de diamantes no valor de 1,35 milhões de dólares. De ac…
pontofinalmacau.wordpress.com
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Tentativa de fuga

Ahahahahahah!

Image may contain: 1 person, standing and text
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Mulherzinha

A mulherinha diz que pediu insistentemente ao PM para se demitir mas que ele não o aceitou. Homenzinho miserável que fez padecer a pobre senhora. E esta gente mediocre que nos [des]governa. Mangas de alpaca promovidos por cartao partidario a governantes. Para a próxima vez escolham o continuo do ministerio. Pode ser que perceba mais alguma coisa. Nem uma palavra de contrição ou um pedido de desculpas. Desculpem a ligeireza mas é gente de merda.

Pedro Colaço; · October 18 at 4:26pm · Lisbon, Portugal ·

Demissão da Ministra da Administração Interna aceite por António Costa. Pecando por tardia a decisão, confirma-se o pedido “insistente” de demissão pós-Pedrógão

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A falta de vergonha de Costa

Não deixa de ser verdade o que aqui se diz. Costa puxou a corda demais. E revelou uma total insensibilidade perante as vitimas dos incêndios. Dir-se-ia que o que o que o preocupou foram os incómodos da crise para o seu governo. Não as pessoas que morreram e que perderam os bens. É aquela displicência socratista que se cola ao autoritarismo que veio ao de cima quando o verniz dos sorrisos estalou. Vamos ver os próximos capítulos.

Image may contain: text
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário