O ‘soft power’ finou-se

Soft powerFalo esta semana de alguns eventos em curso na vida internacional: a iniciativa Trump quanto `a Coreia do Norte, o Médio Oriente e o reforço da posição estratégica do Irão. Defendo que a linha institucionalista [de Nye Jr. e Keohane] deixou de ter relevância para se perceber o que se passa no mundo: o regresso em força `as capacitações “hard”. Estados Unidos, Rússia e China jogam cada vez mais nesse plano. Apenas a Europa persiste – tola – num paradigma que denuncia a sua fragilidade e secundarismo.

 

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O irrealismo da reforma de comercio mundial a partir de Pequim

safe_imageO que é curioso é que eles já nascem estruturalmente burros. São incapazes de raciocinar fora das palas que os dirigem ao pensamento único oficial. Na Revolução Cultural gritavam Mao, Mao, Mao Zedong e disparavam loas ao Querido Lider. Hoje repetem até à saciedade o que a cassette repete sem cessar. Os desejos da China alterarem a ordem formada em Bretton Wood são legítimos. O problema é que a ordem já lá estava quando a China evoluiu – às apalpadelas – da Idade Média para um capitalismo incipiente que ainda apanhou pelo meio as iniciativas hediondas do Grande Salto em Frente onde morreram 20 milhões de pessoas, por pura estupidez do l’ider. O modelo alternativo – que até nem é chinês – inspira-se na economia prussiana, antes da Primeira Guerra Mundial, fundada num capitalismo de Estado alargado a todos os sectores da economia, uma frágil concorrência do sector privado [ainda assim nas mãos de aparatchicks do PCC] a ausência de informação económico-financeira confiável, um consumo estimulado a nível central e o controlo das transferências de poupanças para o estrangeiro por investidores e famílias. Daqui a um ano estaremos a perguntar-nos onde está a abertura dos serviços bancários, de seguros e comunicações à concorrência internacional prometida pelo Presidente Xi para resolver o diferendo comercial Estados Unidos-China. http://www.scmp.com/comment/insight-opinion/article/2141569/us-china-trade-war-offers-beijing-historic-opportunity-forge

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Pornochachadas

Provavelmente. Os jantares a dois em restaurantes de luxo e os fins de semana em Paris limpam o resto da dignidade e do bom senso que devem ser a regra de quem escolhe a profissao de jornalista. Infelizmente há por aí uns passageiros de vigésima quinta hora que acham que tudo vale. Como dizia a Clara Ferreira Alves na Quadratura do Círculo “os jornalistas até são baratinhos”.

 O que é esta merda? Descaramento reles e em doses inéditas? Comédia? Badalhoquice? Demência? O momento mais embaraçoso da longa história do DN? Tudo junto? Juro que não sei.
“Isto ultrapassa os limites do que é aceitável no convívio pessoal e político”, diz Sócrates. “É uma injustiça.” E tem toda a razão. Ultrapassou mesmo todos os limites.
dn.pt
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Afinal a Coreia do Sul precisa das tropas americanas

Afinal? Os habituais crentes nas soluções milagrosas para os conflitos internacionais devem começar a perguntar-se se o teatro a que se assistiu no ultimo fim-de-semana na zona contigua às duas Coreias não foi exactamente isso: teatro. Nehum lider de um país soberano se rende ou capitula perante um poder estrangeiro que ameace as suas fronteiras senão por traição ou insanidade mental. É preciso ver sempre para além da primeira fila das árvores. Naturalmente a Coreia do Sul não tem condições de assegurar sozinha a sua segurança nacional.
“Não arredar pé [Via Hoje Macau]
A possível assinatura de um acordo de paz definitivo entre as Coreias não pressupõe a retirada das tropas norte-americanas da península, garantiu ontem o Governo sul-coreano, sublinhando a “importância estratégica” da presença militar.”

Image may contain: 1 person, standing
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Hillary e Pelosi, o duplo problema do democratas

É manifestamente um enjoo. Ela não se convence que perdeu as eleições. Patina na lama do passado como se isso resolvesse algum problema. E toda a estratégia dos democratas é condicionada por este acto de autocomiseração. Tem de se ter peninha dela. Por este caminho Trump tem mais um mandato à vista. A menos que haja uma rebelião nas tropas. Começando por se verem livres da gerôncia Nancy Pelosi. Deplorável.

“Isn’t there someone who can convince this accomplished, inspiring, barrier-breaking superwoman to stop whining about 2016? Someone? Anyone?”

She dismisses those who tell her to step aside, but at this rate she will further harm her political future and aid the GOP. theatlantic.com
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Entrevista de José Augusto Duarte

Interessante a entrevista do novo embaixador português em Pequim mas vamos aguardar para ver. A toada económica nas relações bilaterais foi experimentada pelo governo PSD-PP sem grande resultados diga-se em boa verdade. A balança comercial Portugal-China é cronicamente desfavorável a Portugal e pouco se tem mudado nesse aspecto nos últimos cinco anos. Os produtos portugueses têm dificuldade em penetrar na China e não é exclusivamente por impreparação ou ignorância dos empresários – há mecanismos de protecção no terreno que impedem uma sã concorrência e competição. Quanto aos investimentos chineses em Portugal conviria sermos mais prudentes. Muita rama mas pouca uva. Um conjunto de coincidências [vamos chamar-lhe assim] sobre que deveríamos reflectir: os principais obreiros de investimentos chineses em Portugal em sectores importantes têm sido demitidos ou estão a braços com processos na justiça chinesa por corrupção. O governo português tem de se informar melhor.

See More

Já existe substituto para Vítor Sereno, que deverá sair da posição de Cônsul-Geral em Macau apenas daqui a seis meses, avançou o Embaixador José Augusto Duarte. Com uma rede consular maior, dada a aproximação da abertura do Consulado de Cantão,…
jtm.com.mo
Publicado em Portugal, Portugal-China, Uncategorized | Publicar um comentário

A moralidade e quem tem Fé

Da minha experiência respondo que não. As pessoas que seguem uma religião não são etica e moralmente superiores àqueles que não seguem nenhuma. Há de tudo: quem tem bons e sãos valores morais e quem não os tem, praticando um cinismo e hipocrisia indisfarçáveis. O mesmo se passa com os ateus ou agnósticos: há quem tenha consistentes valores morais e os pratique e os que seguem um oportunismo autocentrado nas vantagens pessoais. Continuo a achar que é a educação que se recebe no berço e na escola que faz a diferença entre quem presta e não presta. Já agora detesto a lógica dos poucos e escolhidos. É uma invenção estúpida do Novo Testamento.

Why do people distrust atheists? And are they right to do so?
bigthink.com
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

População portuguesa diminui

Segundo li algures vamos para menos de 10 milhões no fim da década de 2050. São precisas políticas de apoio aos casais jovens. Mas são os senior que votam. Por isso os partidos não as propõem.

O GRANDE DRAMA PORTUGUÊS: Não somos apenas cada vez menos. Somos cada vez mais velhos. A desertificação humana está a matar o País devagarinho. Montes, aldeias e vilas, por esse interior fora, estão envelhecidas, sem rejuvenescimento, multiplicando a solidão, o desamparo, a pobreza. Cada vez mais pobres porque a maior riqueza de qualquer país é o trabalho e a disponibilidade de mão de obra que o constrói. É o mais instante desafio que Portugal enfrenta e pouco ou nada se faz para inverter esta situação decadente e que, a médio prazo, porá em causa a capacidade produtiva nacional. Fecham maternidades. Abrem Lares para a terceira idade. Os mais velhos, os mais pobres, olham a sua comunidade e já desapareceram os Correios, a agência bancária, o posto médico ou o hospital, os caminhos de ferro e por aí adiante. Boa parte da verdade para explicar a tragédia dos incêndios está dentro desta realidade. Não há gente para acudir. Cada vez menos gente e Portugal cada vez mais pobre. É urgente reverter este ciclo terrível de perda demográfica. É urgente multiplicar crianças, sejam naturais ou não naturais, é urgente redifinir estratégias de desenvolvimento para que este ninho, que reproduziu uma das Línguas mais importante do mundo não definhe como o vime ressequido, cansado e velho, sem um horizonte de confiança e esperança. Parece que ninguém quer saber. Pois bem. Haverá um dia em que serão os nossos netos que nos acusarão pelo raio de futuro lhe deixámos por herança e não teremos respostas decentes para lhes dar.

See More

É o nono ano consecutivo em que há mais mortes do que nascimentos
dn.pt
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

25 Abril: 44 anos depois

25 Abril.jpeg

Imagem | Publicado em por | Publicar um comentário

Auditoria a Santana Lopes

Isto é no mínimo explosivo. Se o governo como se diz “guardou” relatório desfavorável a Santana Lopes foi porque achou que PSL seria o vencedor das directas do PSD e teria aí um mecanismo de pressão significativo. Porque é que o Público liberta esta notícia agora? Uma leitura possível é que a aproximação da actual liderança do PSD a António Costa é vista pelo sector liberal [direita-conservadora] como uma traição ao legado de Pedro Passos Coelho e à demarcação por este prosseguida quanto ao PS. Nestas coisas a velha matriz de análise de Maquiavel para avaliar a performance de um político é sempre muito útil. Foi essa oposição eficaz no sentido de reforçar a alternativa PSD? Não. Nunca o PSD esteve tão baixo nas projecções de voto. Subiu o PSD com a liderança Rui Rio? Sim. Ainda não o suficiente mas algo significativo. Poderá esta estratégia fazer descolar o PS da sua aliança tentacular com comunistas e radicais da esquerda? Pode.

See More

Image may contain: 2 people, people smiling, text
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário