A inaptidão do Sr. Pun Weng Kun

Pun

Houve um esforço de várias administrações de Macau para dotar o território de infraestruturas a fim de proporcionar à população locais de lazer. As piscinas foram uma dessas prioridades e é bom lembrar a visão do Governador Almeida Costa, neste propósito, com a criação da Piscina de Cheock Van. Foi uma piscina que frequentei com a minha família durante décadas com grande agrado pela qualidade, pela integração na paisagem. Fomentou a convivência interracial e das várias comunidades que fazem Macau o que é. Desde que a concessão da piscina passou para os privados e desde que saiu da jurisdição do IACM para o Instituto dos Desportos, a situação agravou-se em termos da sua utilização. Primeiro começou a ser interrompida a sua utilização ao meio-dia e os utilizadores mandados evacuados a fim de que o pessoal da concessionária pudesse almoçar. A razão aventada foi a limpeza mas trata-se de uma falsa explicação porque muitas vezes nem o material; de limpeza é ligado e introduzido na água. Depois foi proibido o acesso de carros de bébé que passaram a ter que ficar à entrada do gradeamento e as crianças deitadas nas mesas de plástico para desconforto dos utentes. Na prática, as novas regras têm como consequência dissuadir o público de frequentar aquela infraestrutura de lazer e criar dificuldades no acesso. Em boa verdade tal situação tem um responsável e é o Sr. Presidente do Instituto dos Desportos, o Sr. Pun Weng Kun. Não o conheço pessoalmente mas dizem-me ser uma pessoa influente junto do Chefe do Executivo. Não me parece dever ser esse o critério para se ser um bom responsável administrativo mas sim a proficiência com que se desempenham as funções que lhe estão cometidas. Se tivesse a responsabilidade de o avaliar, daria seguramente ao Sr. Pun Weng Kun nota negativa.

Pun Weng Kun

Em Abril do ano passado foi implementado um regulamento que dita que cada adulto pode levar apenas três crianças consigo para as piscinas ao ar livre do território. A medida já levou a que pelo menos uma mãe de quatro filhos tenha sido impedida de levar as crianças à Piscina de Cheoc Van num dia em que se encontrava sozinha com os mais pequenos e gerou críticas mesmo entre quem ainda não enfrentou essa desagradável experiência. O Instituto do Desporto, que actualmente gere aqueles espaços, defende a necessidade da regra por uma questão de segurança e sublinha que os “utentes da piscina devem arranjar forma de cumprir as regras”. Via Tribuna de Macau.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s