A ICAR não tem emenda

A ICAR persiste neste padrão. Depois da Austrália, de Roma, agora a Alemanha é um predador sexual, o irmão de Ratzinger, alguém que foi sempre protegido pelo Papa Emérito. É preciso coragem para vir falar, anos depois, de algo que é humanamente violador e traumático. A questão não está, Papa Francisco, em demitir o responsável pela congregação local da Igreja. É entregá-lo às autoridades e expulsá-lo da estrutura da Igreja. Isso gostaria eu de ver. 500 crianças abusadas ao longo de uma década é uma brutalidade. É um crime hediondo contra a humanidade. Para quem apregoa valores de caridade e humanidade é uma profanação, um desmando. A Igreja não aprende?

Um escâdalo antigo de abusos sexuais na Alemanha

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Católica., Papa, Ratzinger, Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s