O saber não escolhe idades

Estas coisas e que eu acho extraordinario. Aos 85 anos! O conhecimento é sempre útil, ajuda-nos a melhor compreender o mundo e a percebê-lo.

Aos 85 anos, Brasilino Godinho vai defender amanhã, na UA, a tese de Doutoramento em Estudos Culturais sobre Antero Quental e tornar-se, provavelmente, num dos estudantes a concluir o doutoramento com mais idade do mundo. Boa sorte e, desde já, muitos, muitos parabéns!!! 😀

Tornou-se caloiro da Universidade de Aveiro aos 77 anos e aos 85 conclui o doutoramento. E não quer ficar por aqui!
uaonline.ua.pt
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s