A idioteira do Sr. Juncker

Certas afirmações em tempos de crispação são absolutamente gratuitas. O Sr. Juncker repete-as até à saciedade. Não sei se é por mau feitio, se por excesso da dose de barbúticos mas um presidente da Comissão Europeia não pode dizer as alarvices que o Sr. Juncker diz. Primeiro foi com a Grã-Bretanha e o Brexit, depois com a Madame Le Pen, agora é com Trump. Não me recorda a formação académica do Sr. Juncker mas deve ser económicas e financeiras. Julga assim que é despiciendo o conhecimento da história mas não é. Se olhasse para a história do país que foi num tempo um grupo de colónias de um grande poder marítimo e colonial perceberia que o apelo ao isolamento e à neutralidade face aos grandes poderes europeus lhe está no sangue e nos cromossomas. Basta ler o Farewell Address de George Washington coisa que qualquer colegial americano é obrigado a ler.
A questão não está em combater seja quem for mas na Europa assumir-se com um projecto autónomo, auto-regulado, sem necessidade de muletas ou palmadinhas nas costas de seja quem for. A Europa tropeçou nas suas próprias contradições e fraquezas mostrando-se incapaz de avançar para um estado mais avançado de integração. Alargou-se mais do que tinha capacidade para. E sofre hoje as consequências dessa sua precipitação.
É absolutamente manca em termos de segurança e controlo de movimento de pessoas nas suas fronteiras. A verdadeira onda de atentados que tem sofrido é disso verdadeira constatação.
Mandaria o bom senso que se concentrasse em si mesma e menos no que os outros fazem e dizem. Por exemplo na crescente gula de Vladimir Putin pelos países europeus que tem na sua vizinhança e que fozeram parte do império soviético. Fez a Europa alguma coisa para defender esses países de uma eventual invasão e anexação? Nada. Por exemplo no regresso maciço de jihadis dos campos de batalha na Siria e no Iraque. Já fez alguma coisa para prevenir que se densifiquem as bolsas terroristas na Europa? Nada. Que a Europa olhe para dentro para as suas mazelas antes de inventar inimigos externos. Deve ser a costela germânica do Sr, Juncker a falar. See More
Presidente da Comissão Europeia revela que os líderes do G7 “tentaram explicar, em frases simples, ao senhor Trump”, que demorará vários anos aos Estados…
rr.sapo.pt
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Comissão Europeia, Europa, Juncker, Uncategorized, União Europeia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s