António Domingues

Concordando com o Paulo o que me parece lamentavel é a arrogância destes figurantes da banca que põem o país em stand-by por causa da sua arrogância, como se fossem uns seres superiores a que há que prestar vassalagem. Ficou mal o governo na fotografia. Não se celebra um acordo ‘contra-legem’ só para satisfazer as vaidades de uma pessoa. Recordo que os membros da administração dos bancos não são eleitos apenas designados pelos accionistas, neste caso o accionista Estado. Mal também para o Ministro das Finanças que replicou um tique que acho condenável, uma ligeireza e displicência no tratamento de assuntos sérios. A forma como se referiu aos salários milionários a pagar aos administradores passa a mensagem que somos todos estúpidos e ignorantes. Não interessa se o montante prometidos é o pago no sector. Isso apenas significa que também aí [como os casos do BES, do BPN, do BCP confirmam] vive-se numa bolha paradisíaca, acima das dificuldades do país como se nos pudessemos comparar à Alemanha, aos países do Norte da Europa e aos Estados Unidos.

See More

Paulo Toste

Yesterday at 6:45am ·

Uma vergonha para todos os implicados neste processo…
Deixa uma factura de pareceres inúteis para todos nós pagarmos e mostra o desprezo que tem pelo bem público.
O Presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos apresentou a demissão, segundo está a avançar o jornal Público.
observador.pt|By Observador
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s