Corrida aos armamentos

Disfarçadamente anda por aí uma corrida aos armamentos. Faz-me lembrar a competição USA-URSS na patrte final da Guerra-Fria. Naturalmente ambos os contendores negam que ela exista. Há uma desvantagem de um deles: a China não tem, há décadas, experiência de combate, nunca se pôs à prova em qualquer palco de combate. Os Estados Unidos estiveram num tempo [recente] envolvidos em operações militares em três frentes de combate. Isso conta muito quando chegar a hora da verdade. Quer dizer que estão condenados um dia a confrontar-se militarmente? Estou convencido que sim. Quando? É difícil antecipar. Tem a ver com a convergência entre o fim do ciclo do isolacionismo norte-americano [promovido por Obama] e a tentação de Xi Jinping de abocanhar um objectivo territorial que os Estados Unidos considerem ter interesse estratégico nacional.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Armamentos, China-Estados Unidos, Competição estratégica, Estados Unidos, Guerra Fria, República Popular da China, Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s