O natural radicalismo da esquerda

Há uma natural atracção da extrema esquerda pelas forças radicais. É natural, está na textura. Lamentável que o PSOE a quem a democracia espanhola tanto deve seja uma pálida imagem do seu passado. Passamos tempo demais a falar na renovação dos partidos, na entrada de novas gerações mas o que contamos no fim é com escolhas de terceira e quarta grandeza. E os oportunistas e demagogos emergem e deslumbram as massas. Platão falou disso como uma das maleitas da sociedade ateniense; os Founding Fathers repetiram-no a propósito do curso da Revolução Americana. Voltamos ciclicamente a incorrer neste erro. Afinal Hitler e o Duce foram eleitos com o respeito das regras democráticas. E Putin, e Chavez. Ainda assim estou convencido que o povo espanhol tem bom senso e não incorrerá no erro infantil de dar a estes dois o poder de decidirem o equilíbrio da governabilidade de Espanha.

En perte de vitesse depuis les élections législatives de décembre 2015, le parti Podemos a dû consentir à une alliance avec son rival, Izquierda Unida.
http://www.lepoint.fr|By Le Point, magazine
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Espanha, Esquerda, Extrema esquerda, Podemos, Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s