A obsessão de Costa

Curioso. Normalmente estas coisas acabam mal. António Barreto tem uma conhecida observação sobre esta predilecção histórica do PS para fazer negócios e entregar contratos públicos a empresários/empresas de amigos e correlegionários. Não tenho tempo para ir investigar mas não será isto herança do rotativismo partidário da Primeira República? Afinal os Partidos Republicano e Democratico não foram construídos nesta lógica? Mário Soares, António Strech Monteiro e Rui Mateus e o caso fax Macau?

Arnaldo Goncalves and Adolfo Grandao shared a link.
El jefe de Gobierno portugués resuelve temas de Estado con amistades de juventud
elpais.com|By Javier Martín
Anúncios
Esta entrada foi publicada em António Costa, Governo PS, PS, Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s