Portugal, alvo do Estado Islâmico?

A referência pelo ISIS a Portugal e à Hungria deve merecer grande atenção das autoridades portuguesas e dos Serviços de Informações. Portugal pode não ser um alvo de primeira linha mas é seguramente um alvo. Estamos na NATO, fazemos parte do Ocidente, estamos na União Europeia, fomos parte do Califato. A ameaça – como tenho dito e escrito – é global, transnacional e fortemente ideológica. A ideologia do terrorismo, hoje, não é estritamente política [como a da ETA ou das Brigadas Vermelhas, na década de 1980] é ideológico-política, com traços religiosos. É preciso insistir que no mundo do Islão não há [porque não foi feita] uma separação entre o mundo de Deus e o mundos dos homens [para seguir a alegoria agustiniana] tudo é ao mesmo tempo crença/fé e mundano/sociedade. Há assim um totalismo filosófico que marca a crença. Ainda assim, a fé islâmica sempre se adaptou aos países onde as comunidades muçulmanas se enraizaram. Há diferenças na maneira de estar e de ver o mundo entre os muçulmanos americanos, ingleses ou franceses e os muçulmanos sauditas ou afegãos. Como na forma de seguir os ensinamentos do Profeta.

See More

A secretária-geral do Sistema de Segurança Interna não se quis comentar a veracidade da mensagem do grupo radical islâmico, mas garantiu que “foram…
expresso.sapo.pt
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Isis, Portugal, Terrorismo, Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s