As tristezas da esquerda

A esquerda espanhola (PSOE+Podemos) é bem o retrato de onde chegou a esquerda europeia, sem programa, sem visão, sem liderança, hesitando entre um marxismo à cubana e uma social-democracia à Willy Brandt, sem dinheiro, em tempo de crise do euro e do projecto civilizacional europeu. Para além do vazio completo de ideias, o que esmorece é a incapacidade destes líderes terem uma visão quanto aos caminhos do projecto europeu. No momento em que a Grã-Bretanha debate com a Comissão a linha de cedências para que continue tudo na mesma, os socialistas europeus embatucam. Nem uma palavra, nem uma ideia, nem um protesto. Até há pouco o mote era da falta de renovação das lideranças, da falta de gente jovem. Hoje olha-se para eles, ouve-se o que dizem e a conclusão salta aos olhos: são velhos com cara de novos. Os memos tiques do socialismo mamão, à sombra do Estado e olhando às prebendas. http://www.dn.pt/…/psoe-e-podemos-nem-para-reuniao-dos-lide…

Arnaldo Goncalves's photo.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s