A questão da atribuição de residência

O assunto merece contínuo acompanhamento pois despertou preocupação. Aliás não é a primeira vez. Não se pode ter um discurso público de priorização das relações com Portugal e de apoio ao mundo lusófono e ao mesmo tempo dificultar a sedeação dos portugueses que requerem pedido de residência e têm condições para isso. Estamos a falar em pessoas normalmente com qualificação superior e que são essenciais ao reforço dos meios humanos da RAEM. Os números passados ao Consul Vitor Sereno não coincidem com as declarações da Dra Amélia António, da Casa de Portugal, não há muito tempo a um jornal da região administrativa. Não creio que ela os tenha avançado, irreflectidamente. Os canais diplomáticos são importantes mas seria avisado que, como acontece noutros países, os portugueses residentes em Macau tivessem uma representação associativa mais forte e empenhada.

See More

Depois do encontro que ontem manteve com Wong Sio Chak, Vítor Sereno diz-se convicto de que não houve alteração na estratégia do Governo para atribuição de…
pontofinalmacau.wordpress.com
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Diáspora, Macau, Portugal, Uncategorized, Vitor Sereno. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s