Um país incrédulo com a palhaçada

A velha mula comunista estraga a festa a Catarina Martins e a António Costa. Afinal não há concessões nas linhas de demarcação do PCP: fim do Tratado Orçamental, devolução imediata do imposto extraordinário e dos cortes de salários e pensões, nacionalização da banca, reversão da privatização da TAP (e outras). Costa tem nas mãos um rato. Pode mandar abaixo o Governo do PSD-PP à vontade. E juntar-se a Catarina Martins. O PCP não larga a sua autonomia estratégica. Pacheco Pereira enganou-se outra vez. Não acerta uma. E o país incrédulo.Jornal I

Anúncios
Esta entrada foi publicada em António Costa, Catarina Martins, Portugal, PS. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s