Cavaco Silva, Costa e o anunciado mergulho no abismo

abismoNos próximos dias estarei embrenhado em tarefas académicas e o comentário será esparso e intermitente. Chega sexta-feira ao fim um processo de indigitação de um Primeiro Ministro que deveria ter sido imediato e sem pestanejar. Cavaco Silva escolheu outra metodologia. Está nos seus poderes constitucionais. Escolheu ser o conciliador no limite. Seguiu uma metodologia diferente de Soares no segundo mandato e Sampaio que foram sempre presidentes que favoreceram o partido de que eram originários. Há muitos meses escrevi na minha coluna no ‘Hoje Macau’ que o PSD deveria ser autónomo da estratégia de Cavaco Silva. Uma coisa seria os interesses do partido e da liderança do país, outros os de Cavaco e da sua noção muito própria de arbitragem. O tempo veio dar-me razão. Cavaco Silva colocou o PSD numa situação complexa com esta sua decisão. E tornou num fracasso o que seria o resultado natural de uma vitória folgada. Não acredito em milagres de Nossa Senhora de Fátima. Certas acções têm certas consequências.

Segunda-feira (feriado aqui em Macau) Pedro Passos Coelho e o seu team começam a preparar o programa de governo do XX Governo Constitucional. O debate será feroz mas os protagonistas voltam ao palco onde se terçam armas políticas em democracia: o Parlamento. Será uma boa ocasião para mostrar ao país que o centro-direita tem um líder e o PSD um Presidente que não se esconde atrás de tácticas e manobrismos, é frontal e consequente. Os combates travam-se olhos nos olhos e 40 anos de democracia já serviram para mostrar que usualmente o último a rir é quem ri melhor. Ficará para memória futura.

Será bom lembrar-nos de tudo isto quando o país mergulhar outra vez no abismo. Gostaria de estar enganado e que o vendedor de sonhos estripados tivesse, afinal, razão. Uma certeza tenho eu: os companheiros de trajecto abandoná-lo-ão na primeira esquina difícil. É sempre mais fácil ser oposição exaltada do que cooperante na resolução dos problemas do país.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Cavaco Silva, Jorge Sampaio, Mário Soares, Pedro Passos Coelho, PS, PSD-PP. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s