China desacelera

A maioria dos observadores prevê que a China falhará o objectivo de crescimento do PIB na ordem dos 7.5% até 2020, meta que é considerada internamente poder colocar o país entre as economias desenvolvidas do mundo e equalizar a qualidade de vida do povo dos das economias industrializadas. A data coincide com o centésimo aniversário da fundação do Partido Comunista. É inevitável a desacelaração para valores mais próximos dos 7%. Isso irá colocar problemas complicados, em termos sociais, à liderança de Xi Jinping. Francis Fukuyama falava numa entrevista esta semana na legião de licenciados (seis e sete milhões) que ficará sem perspectivas de um emprego apropriado às suas qualificações. Mas há mais. O recuo do investimento externo estrangeiro, o aumento de dificuldades à operação de empresas estrangeiras, a instabilidade criada pela ‘campanha de rectificação’ que cai sobre altos dirigentes nacionais e regionais do PCC, sob o lema da luta anti-corrupção. O século XX mostra que a resposta para isto pode ser o nacionalismo e o militarismo. iN http://www.lefigaro.fr/conjoncture/2014/10/21/20002-20141021ARTFIG00184-chine-la-croissance-ralentit-a-73-son-plus-bas-niveau-depuis-2009.php

Anúncios
Esta entrada foi publicada em China, Economia chinesa, Francis Fukuyama, Instabilidade social, Investimento directo estrageiro, Luta anti-corrupção, Partido Comunista Chinês, Xi Jinping. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s