Banditagem

Este Estado em que a gente vive e em que os banqueiros se furtam, segundo manobrismos dilatorios, ao pagamento de multas decorrentes da prática de infracções, invocando a famigerada prescricção não é um Estado de direito, nem alinha por valores éticos, de igualdade dos cidadãos acima da sua origem social e meios de riqueza. É um Estado bandalho, repelente, próprio de uma ditadura do Terceiro Mundo. Enoja-me esta classe jurídica quer do lado dos advogados quer dos magistrados. Bem pode a Ministra da Justiça esgrimar com a celeridade da justiça e o fim dos expedientes dilatórios. O ‘sistema’ nunca permitirá levar a reforma até ao fim. Acabar-se-iam os proveitos dos advogados que eternizam os recursos para segunda e terceira instância para manter o cash flow dos seus escritórios.
Neste particular o que acho mais nojento é uma espécie de pudor que existe em ‘tocar’ nos banqueiros, como se o país e a República ruissem ao penalizá-los. É uma ideia instatada, reproduzida até à exaustão pelo comentário ‘economês’. In http://expresso.sapo.pt/multa-de-4-milhoes-a-rendeiro-pode-estar-parcialmente-prescrita=f860332
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s