PSD

Não deixo de concordar com Marques Mendes hoje no seu habitual espaço de comentario na SIC. O PSD desapareceu, volatilizou=se. Rui Rio anda sumido também. Torna-se inevitável a vitoria de António Costa e do PS provavelmente muito perto da maioria absoluta. É uma estratégia que não se percebe, que não se entende. Não é criticar o lider. Até votei nele. É constatar a sua ineficácia. Rio

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Cais das Colunas

Lisboa reconquistou a sua sala de visitas.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Regresso

Em razão do regresso a Portugal a identificação do site foi ajustado. Chama-se Cais das Colunas. A morada é, por enquanto, a mesma: https://wordpress.com/post/exilioandarilho.wordpress.com/8591

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Encerrando a porta ‘Macau’

Fecha-se está porta. Parto sem sentimentos particulares. Grato aos amigos e famíliares pelos momentos deliciosos que me porpocionaram. Os meus adorados três netos. A minha querida esposa grato pela paciência. Gostei de conhecer as diferenças. Saímos em 1999 com consciência do dever cumprido. Perdeu-se algo como a singularidade de Macau. O regime do Norte aperta a tenaz. Não voltarei a viver sob regime autoritário. Jurei a mim mesmo quando cheguei aqui há 16 anos. Agora que cada um assuma as suas responsabilidades. Ve-lo-ei à distância. Adeus Macau e até um dia. Rumo a Ocidente à praia lusitana. Beijão aos meus filhos e netos.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Defice comercial Estados Unidos-China

Defice

O que é chamamos défice comercial? Quando os países importam mais do que exportam. Porque é mau importar mais que exportar? Favorece o consumidor nacional que assim compra mais barato no supermercado e no retalhista. Arruina o fabricante nacional porque se vê a braços com uma competição desleal favorecida por polticas de baixo preço. E fecha portas. Pode o país criar incentivos `as empresas exportadoras nacionais? De acordo com os tratados da OMC não pode, pois constituem ajudas discriminatórias. Mas os países fazem-no? Sim fazem-no. O sistema de regulação de diferendos da OMC está cheio de processos por esta razão. Levam esses processos a algum lado? Não. Essas decisões não vinculam os Estados que podem escolher não as seguir. Quais as consequências? Um Estado infractor pode ser suspenso da sua qualidade de estado-membro do sistema de comércio mundial. Mas isso alguma vez aconteceu? Não. Quando se fala na “guerra comercial” Estados Unidos-China qual é o estado da balança comercial entre os dois países? Brutalmente deafavorável aos Estados Unidos e favoravel à China. Então porque é que a China não reduz as exportações para os Estados Unidos? Porque isso significa encerramento de empresas. Podem os Estados Unidos alterar a situação? É difícil. Com o fim do sistema de quotas a importação e exportação de mercadorias entre países é livre. Em situações excepcionais os países podem impor direitos de importação a produtos importados mas essa medida tem caracter excepcional. Trump não aceita os princípios que regulam o comercio mundial e tem imposto sanções na forma de DIs a certas mercadorias chinesas. A olhar para os relatórios as sanções têm tido efeitos limitados. As exportações da China para os Estados Unidos cresceram ligeiramente, as importações de produtos americanos para a China cresceu ligeiramente. É preciso ter em conta que o mercado chinês é fortemente regulamentado pelo Estado e os controlos são administrativos. Mas não é isso contra as regras da OMC? ‘É mas o gigantismo da China como Grande Potência tem dissuadido as autoridades da OMC de usaram uma mão firme quanto a essa violação das regras do comércio mundial.”

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ultima crønica

Em jeito de despedida. A minha ultima cronica no Ponto Final. UltimoArtigo

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Marina Le Pen ganha eleições em França

Marina Le Pen ganha eleições europeias no fim-de-semana [23.7%], transformando a Frente Nacional num grande partido francês e europeu e derrotando Macron [22.4%] e a sua estratégia. É um enorme contratempo para o centro-direita e para as forças reformistas do centro. O populismo está em força em França [como em Itália] e esta votação mostra que é preciso ter cuidado com políticas voluntariosas de atracção de migrantes que minem a identidade nacional. O eleitorado francês mostrou que está cansado deste jogo do olha para o lado e faz de conta. A Europa não pode ter as portas escancaradas para todos os que lhe batem à porta.

Sobre Marina Le Pen. Tenho acompanhado a sua carreira politica há algum tempo. Soube transformar o seu partido de um partido de extrema-direita, numa força political gaullista na tradição francesa. Há futuro para um partido conservador, leal aos valores identitários da Franca e da République, na linha dos tradicionais partidos conservadores europeus. Macron tem decepcionado, começou com expectativas muito altas mas tem-se revelado ‘pequeno’ no modo como encara os problemas da reforma do estado e do sistema politico. Parece deslumbrando com o staus da função presidencial mas incapaz de descer à terra, aos problemas comezinhos dos franceses. Quer ser Bonaparte mas falta-lhe tudo para isso.

Marina le pen
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Carambola eleitoral

Enorme carambola nas eleições europeias em Portugal do fim-de-semana. O PS de António Costa revela-se um credivel vencedor, captando 33.38% dos votos, o que lhe dá uma significativa maioria de 6 deputados entre os parlamentares portugueses no Parlamento Europeu. Em segundo lugar, o PSD capta 21.94% dos votos, ficando apenas com 4 deputados, o que confirma a ineficaz liderança de Rui Rio, tornando este o pior resultado dos social-democratas na história da democracia portuguesa. Em terceiro lugar, de forma surpreendente, o Bloco de Esquerda, o aglutinador da exterma-esquerda consegue o terceiro lugar nos partidos nacionais, com 9.82% dos votos, ganhando mais um deputado que se irá juntar a Marisa Matias. O BE revela uma implantação no eleitorado português impressivo. Em quarto lugar, a CDU com 6.88% e apenas um deputado em Bruxelas. O eleitorado penalizou o discurso dúbio dos comunistas sempre profundamente anti-euro e anti-europeu. Também foi uma derrota histórica do actual secretário-geral do PCP e a revelação que com ele na direcção o partido só encontrará novas derrotas. Em quinto lugar, o CDS de Nuno Melo com 6.19% e apenas um deputado. É um fracasso da actual liderança do CDS e de Assunção Cristas. Simpática a lider do CDS não consegue colar ao eleitorado nacional e afirmar-se como uma líder de alternativa, no centro-direita. Surpreendente a eleição pelo PAN, o partido ecologista e da protecção dos animais, de um deputado, captivando muito do voto jovem que votou nestas eleições, pela primeira vez.
Ao invés do que cheguei a recear a abstenção situou-se nos 68,55% e abaixo dos 80%. Em 2014 foi de 66.33%. Cresceu mas não tanto quanto previa. O que quer dizer que em 10 eleitores apenas 3 votaram. É bem um alerta para a apatia dos eleitores face ao projecto europeu.
Em resumo, parabéns a António Costa que tacticamente tornou nacionais umas eleições europeias e ganhou de forma destacada, impulsionando uma estratégia de embalagem para as eleições nacionais do Outono. A confirmar-se a actual tendência, o BE surge como a mais bem posicionada muleta de um governo das esquerdas. Condolências ao centro-direita que fracassou em todos os objectivos eleitorais. Rui Rio falhou, estrondosamente, na sua estratégia e a derrota histórica do PSD com a perda de 2 deputados não pode deixar de ter consequências a nivel nacional. É o tempo dos militantes do PSD pensarem se é Rui Rio que querem ver a liderar o projecto partidário para as eleições de Outono.
Parabéns a Catarina Martins e ao Bloco de Esquerda. Tem sabido gerir a transformação de um partido estalinista-esquerdista num partido radical da esquerda, ao jeito francês, e com isso tornando-o uma frente de causas que atraiem a juventude e o eleitorado urbano alternativo. Também para os lados do CDS a derrota da estratégia da lider Assunção Cristas, coloca a questão da sua continuidade `a frente do CDS. Prevejo que subirá a crítica interna e se coloca a oportunidade de uma nova liderança mais populista e conservadora e menos democrata-cristã. Fracasso do Aliança e de Santana Lopes com apenas 1% dos votos. Talvez não haja espaço em Portugal para partidos personalistas como o seu.Europeia.jpg

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Campanha para as Europeias

N41YAZJHAgora que se entra no tempo da reflexão confesso que não gostei particularmente da campanha para estas eleições. Candidatos fracos, repetitivos, pouco brilhantes. Seriam bons líderes distritais partidários mas pouco mais que isso. Representam a geração dos millenials a fazer-se à vida mas achei tudo um aborrecimento. Se vem desta geração os futuros líderes do país estamos conversados.

Salas quase vazias nos comícios e reuniões, arruadas sem ninguém. Os portugueses mostraram que a Europa lhes diz pouco, muito pouco. Apesar das decisões em Bruxelas terem cada vez mais impacto na vida em Portugal os portugueses acham que influem pouco nas escolhas que ali têm lugar . Acho por instinto que têm razão.

As sondagens apontam todas no mesmo sentido. A menos que haja uma calamidade o PS deverá ganhar estas eleições. António Costa fez a campanha ‘nacionalizando’ as eleições europeias projectando ali as muletas discrusivvas nacionais. Até nos esquecemos do seu cabeça de lista. Era um garoto que preparava os discursos e as manobras de bastidores a José Sócrates de quem foi adjunto. Pedro Marques nunca foi brilhante, como ministro foi uma decepção. Vai para Bruxelas porque Costa precisava de um homem de mão para fazer passar ali a mensagem pre-estabelecida e Pedro Marques cumpre bem a tarefa de altifalante do líder. De Paulo Rangel acho que já se disse tudo. Foi e é um belissimo parlamentar europeu mas não tem perfil de orador, não galvaniza, não apaixona. Viu-se nas declarações públicas que faltava ali qualquer coisa. 

Nuno Melo é talvez o melhor cabeça de lista partidário. Demolidor, frontal, fala claro e enxuto. Como nós diziamos tem ali a política no lugar de comando. Representa ali a direita tradicional, conservadora, nortenha. Mas não consegue mobilizar para além da base de apoio. João Ferreira do PCP é a imagem do funcionará do partido que é chamado a desempenhar uma função, uma tarefa contra vontade. Fala da saída da Europa por meias-palavras quando é candidato ao Parlamento Europeu. Vê-se o incómodo ao falar ao lado de Jerónimo de Sousa, o ‘operário metalúrgico’. Ter que se colar a um discurso descabelado, passadista, cunhalista, paternalista como se o país não tivesse evoluido nestes quarenta e tal anos e ainda se acreditasse que a classe operária poderia dirigir seja o que for.

Finalmente Marisa Matias é o cartaz feminino que compensa o facto desta ser uma eleição de políticos homens para um parlamento esmagadoramente preenchido por homens. Um discurso muito dirigido à base de apoio do Bloco de Esquerda: neo-hippies, alternativos, ecologistas, saudosistas do Maio de 1968, LGBTs. Joga bem como o discurso da igualdade, das quotas, das mulheres emancipadas e feministas que constroi conjuntamente com Catarina Martins e Mariana Mortágua. O BE é o partido das sufragistas da ideologia pronto-a-vestir, dos slogans fáceis, que ficam no ouvido, de gente que promete mundos e fundos mas não faz as contas dos custos e das implicações. Uma mensagem que cola bem nos media e nos cronistas mainstream. Uma media hoje dominada pela esquerda e pelos neomarxistas. Vitoriosa domingo será a abstenção. Não tenho dúvidas disso. Talvez chegue aos 80%. Quanto aos derrotados falaremos segunda-feira.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Eleições europeias

Bem. Diz a articulista ‘se não for votar não se queixe. é tudo culpa sua”.

Infelizmente estou recenseado em Portugal. Não votarei nestas eleições mas lá estarei no fim do ano nas eleições legislativas. Levo dezanove anos de militância partidária naquilo que é possível nas condições de Macau. Houve quem interpretasse uma lei de segurança interna e afirmasse que não é possível ser cidadão activo em Macau. É um erro e uma falsificação. Houve quem dissesse que depois de 1999 não fazia sentido ter estruturas partidárias organizadas e depois alguns anos depois fosse a correr criar uma secção partidária porque recebeu instruções de Lisboa. É curioso que o mesmo princípio não se aplica para quem acorre para ter passaporte português e cidadania portuguesa. Os tais que batem com a mão no peito e que se dizem patriotas e obedientes à China. As vezes ainda me surpreendo com o bicho homem.

safe_image

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Pedro Passos Coelho

Bem. Gostei de ver Pedro Passos Coelho de regresso ainda que por um momento à politica activa. Faz falta ao PSD e ao país. Muito do que se lhe criticou – a politica de austeridade – está a ser feita pela camarilha que nos governa.

PPC

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ainda Joe Berardo

E um verdadeiro buraco. Temos que agradecer mais esta a Sócrates. E a Mega Ferreira já agora.

safe_imageYYGU0CO1

[Estado pode comprar colecção mas Comendador continua a mandar]

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A Ásia Central

Leonidio Paulo Ferreira no DN
“”Com quatro milhões de quilómetros quadrados, a Ásia Central ex-soviética quase iguala em território a União Europeia. Seria, pois, de esperar que o novo acordo de parceria entre os cinco países da região e os 28 Estados membros da UE, que será ratificado em Bishkek (Quirguízia) a 7 de julho, representasse uma torrente de oportunidades para ambos os lados. Não é certo que assim aconteça, pois os cinco países centro-asiáticos são atraídos por outros polos de poder, como a Rússia, com a qual têm fortíssima relação histórica, e cada vez mais a China, cujo projeto Uma Faixa, Uma Rota promete investimentos.”

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Costa e Sócrates

O amor é tal que ainda caiem nos braços um do outro outra vez. Quão parecido está Costa com Sócrates, na demagogia, na latosa, na imaginação e na mentira. Falta a corrupção e a apropriação de dinheiros públicos. Não ponho as mãos no fogo por ninguëm.

Socrates

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Belissimas Focal em Hong Kong

No pequeno show de Hi-Fi, de ontem, em Hong Kong, marcado por earpads de todas as cores e feitios, que marcam as novas gerações de audiofilos, ouvi as magnificas Focal Grand Utopia puxadas pela amplificação da Vitus Audio [creio ser suiça]. Cablagem Cardas topo de gama. Verdadeiramente fantásticas. A capacidade de controlarem as baixas frequências e fazerem um baixo soar como baixo foi fulgurante. Infelizmente as Focal têm sido muito mal tratadas em termos de representante local. Era algo que a marca tem de olhar com cuidado. Ouvi as minhas Sopra no limitado complexo em Mongkok e tomei aí a decisão de as comprar. O distribuidor é de Cantão. Não faz sentido. Atençao aos amigos portugueses. Uma coluna francesa muito bem acabada com a mais recente tecnologia muito melódica e polivalente. Para quem não queira ou possa gastar meio milhão de euros [com a Grande Utopia] recomendo a linha Sopra. Tem três modelos excelentes ajustados ao bolso de cada um. Uso cablagem Cardas antiga à espera de oportunidade [$] para fazer o upgrade. Ainda gostaria de as ouvir com cablagem Nordost. Já agora ouvi as Grand Utopia na feira de AV de Agosto do ano passado em Hong Kong, puxadas por um duo monos da McIntosh. Gostei bastante também. Era interessante uma parceria Esoterica-Ajasom.

Focal

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Disco partido

Continuamos com este disco partido anti PPP. E obstruso e anti-serviço generalizado. A competição e salutar em todos os sectores. Puxa pelas pessoas, estimula-as. Devemos aprender com o sector privado em boas técnicas de gestão. Achar que tudo o que é privado é mau é uma visão soviética da majestade do Estado. Nem sempre ele gere bem como o caso da CGD bem exemplifica. Onde está a excelência?

safe_image

[Financiamento do Hospital de Cascais]

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Vender drogas é um perigo abstracto?

Perigo abstracto? Diz a Cancio. Esta mulher é absolutamente estúpida. Se tivesse o filho nas mãos destes gangues que exploram a miséria humana não falava assim. A morte por consumo de estupefacientes não é a morte a conta-gotas? Ela já esteve nas prisões ou no Casal Ventoso? Ou nalgumas escolas de bairros problemáticos? Fala de cor. É ela e o ex-partner Socrates.

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/11-mai-2019/interior/porque-e-que-vender-drogas-e-punido-como-homicidio-10885836.html?target=conteudo_fechado&fbclid=IwAR023ih9qoYcw25jMQHbFAu0TYEPOY9AEqNnaUTPw9jSby342RvDMv75mOk

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A mediatização da Policia Judiciária

Também penso assim. A sobreexposição do sistema judiciário nos media é contraproducente e inimiga de uma justiça célere e consistente. Não se julga na rua mas dentro dos tribunais. Mas foram os magistrados que abriram a porta a essa promiscuidade entre aparelho de Justiça e jornalistas.

https://www.dn.pt/poder/interior/diretor-da-pj-e-criminosa-a-presenca-da-imprensa-nas-buscas-e-detencoes-10414928.html?fbclid=IwAR2jXteHmjXQeduorsI3gqAWLUgOLaFNztiamCgHeJsUrYSWiGQx3ZXzyw4

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O despesismo crónico da esquerda

As esquerdas têm enorme dificuldade em conviver com isto. Julgam que o tesouro público não tem fundo. Um pouco inábil o Presidente tocou ponto importante do currículo universitário, o superávit de cursos que não têm saída no mercado de trabalho. O que é ludibriar os pais e os estudantes. Sócrates fez o mesmo em Portugal e ainda hoje pagamos uma factura pesada em desemprego jovem e qualificado.

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/14460/a-conta-chegou-e-todos-precisam-aprender-a-viver-com-menos-dinheiro?fbclid=IwAR0OYvUId4RYW-iomF_Bt9arlQIWbc79RyQFVEH9ErO4LqzDj6C4X7UaAFo

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Lula da Silva, o injustiçado

Coitado, o miserável Lula da Silva que Mário Soares adorava é bem a demonstração do que a política não deve ser: um local onde se faz carreira por oportunismo e calhandrice e onde se entra com um carro em segunda-mão a cair aos bocados e sai-se com apartamentos de luxo e lugares de veraneio e contas de milhões postas prudentemente em nome dos filhos. Tornados milionários e acusados pela justiça brasileira por enriquecimento ilicito. Seria interessante um juiz de carreira tornado ministro ir discutir com um encarcerado, analfabeto e ex-metalúrgico.

Lula da Silva diz que Bolsonaro é “doente” e desvaloriza a corrupção: “Não atrapalha a economia”

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ainda Berardo

Esta é daquelas análise míopes que só se explicam por sectarismo agudo. Naturalmente Berardo tinha uma ligação especial a Sócrates mas chegou aos media via Alberto João Jardim. Afirmou-se em Lisboa pelo lobby madeirense que teve muito peso no PSD. Era mimado pela classe política e os artistas enquanto namorava uma modista famosa. Foi convidado de inumeros programas de televisão. Entrou com a colecção Berardo no CCB por via de António Mega Ferreira que chegou a ser presidente da administração.

Joe Berardo foi uma criação do governo de Sócrates

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Guerra Ordem dos Enfermeiros-Ministra da Saúde

Há um equilibrio de decisões que me parece de bom senso juridico. Na quezilia entre a Ordem e a Ministra, a Justiça não tem de meter a colher. É uma questão de negociação sindical. Hoje em dia usa-se o expediente da providência cautelar para tudo. Deve ser uma ferramenta processual extraordinária, não ordinária. Do ponto de vista do interesse dos cidadãos que é aí que me coloco continuem a negociar. Fui dirigente sindical e sempre tivemos a noção dos limites da nossa acção. Não tenho aquela noção de asco ou ódio pela entidade patronal porque ela não dá pleno acordo ao que se negoceia. Detesto o sindicalismo vertical foi contra ele que no devido tempo militei. Os quadros não devem ver os seus interesses postergados à lógica das massas ou da classe operária. Aliás a porcaria do igualitarismo abusivo levou ao descalabro dos regimes socialistas por todo o mundo. Não houve um que se salvasse. Enfermeiros

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Falidos e exibicionistas

Há coisas que realmente não se percebem em termos de sistema juridico. Eles vão à falência mas continuam a fazer uma vida de marajás. As fortunas pessoais passam para os nomes das mulheres, dos primos e dos tios e tudo fica na mesma. Em Portugal o enriquecimento sem causa não é indicio de corrupção. Noutros países é-o. Ou se prova a conexão entre o enriquecimento e o crime e não há nada a fazer. Estes casos vão-se multiplicando.

sabado

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Tráfico de adolescentes na China

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

PSD – 45.o aniversário

Sa carneiroOntem aniversário do PSD. São 45 anos de vida em defesa da democracia e do estado de direito. Há uma batalha pelo desenvolvimento para travar. Parabens Dr. Rui Rio.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Machiavelli: um aniversário

Escrevo amanhã sobre o aniversário do nascimento de Niccolas Machiaveli. Foi há 550 anos. Um dos fundadores da Ciência Política escreveu Isaiah Berlin. Para mim foi O fundador.

Unknown

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Adriano Moreira: o regresso do religioso

image.aspx.pngAdriano Moreira no DN. A proposito da dimensão religiosa de muitos dos ataques terroristas recentes. Lembrando que o regresso ao profano foi uma miragem, bondosa mas miragem.
“Infelizmente, a experiência do século passado começou por implicar que o previsto domínio da ciência e da técnica, que absorvia os recursos antes proporcionados, no Ocidente, às igrejas cristãs, teve um primeiro alarme com o facto de essas ciência e técnica terem conduzido ao desastre do uso do bombardeamento atómico do Japão durante a Segunda Guerra Mundial, e acabaram por armar “o fraco contra o forte” com o pouco dispendioso ataque às Torres Gémeas, em Nova Iorque, justamente no Estado que primeiro usara o supremo poder atómico. Tal ação foi gravemente acompanhada pela evidência de utilização de valores religiosos pelos atacantes muçulmanos, com uma interpretação abusiva do Alcorão, mas que alargou desmedidamente a mobilização terrorista dos que aceitam o sacrifício com a certeza da salvação.”

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/05-mai-2019/interior/musicalidade-religiosa-10857690.html?target=conteudo_fechado&fbclid=IwAR0Vll-fdfo2jvn7VTwQGJbr5llsp85AtuE7BwDuXKIct9Rjd8-WKxjPnh0 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Lembrando Auschwitz

O dia da lembrança de Auschwitz. Para que não se esqueça que um cabelo separa a grandeza do homem da ignomínia. E que as democracias erram quando olham para o lado e não vêm os problemas aparecer e agigantarem-se. Os povos gostam de ser apascentados pelo ferrete do pastor e maravilham-se com os autocratas populistas. Veja-se Putin, Kim Jong Un, Trump, Maduro. Esperam-nos dias negros, os que amam a democracia porque viveram parte da sua vida adulta sob ditadura, censura, e a pata do salazarismo tardio. E com o morticínio da guerra colonial. Há quem nos queira fazer crer que não houve nada disso. Por isso nøs, os mais velhos, os professores, temos a obrigação de recordar as gerações mais novas, as que sempre viveram em liberdade e democracia. Exposição “Auschwitz. Not Long Ago. Not Far Away” criado pelo Auschwitz Memorial no Museu do Holocausto em Nova Iorque.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Paulo Rangel

Estamos a 21 dias das eleições para o Parlamento Europeu. Estamos bem (PSD). A confirmarem-se as sondagens vamos manter os 8 deputados no PE. Paulo Rangel tem estado muito bem nos debates e na campanha. Incisivo, demolidor, claro tem mostrado as contradições dos adversários. Tem o que em politica se chama ‘killing instinct’.

Eleicoes

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Faz sentido recuar?

Há sinais contraditórios do lado do PSD sobre isto. O contrário do que aqui se diz noticia-se na SIC. Deverá o PSD repensar a sua posição? Se fosse ao Presidente do Partido deixava o prazo do dia 15 correr e então anunciar posição final. O abanão ao país já foi dado. O efeito útil de minar a geringonça concretizado. Vamos medindo os passos. Imite-se o Presidente da República no silêncio.

https://expresso.pt/politica/2019-05-04-Lei-chegou-aos-partidos-2h30-depois-de-Costa-ameacar-sair?fbclid=IwAR18bCrTlcvbUTAUoHZrng_d7e9CVQBLvkAURVPJp9WXTiQbkRUFROenUEg#gs.9uppbr
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O outro lado

O outro lado de Macau que não se retrata. Foto de Renato Marques.

Macau

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Heróis do Mar

Comento a visita do Presidente da República a Macau.

(…) Gostei que tivesse falado em português, na língua de Camões sem quebras ditadas por imperativos de protocolo que tenho visto noutras ocasiões cercear a espontaneidade e a frontalidade. Se é verdade que se fala em Macau mais português do que há vinte ou trinta anos, o que me parece exagerado a nossa língua é a nossa melhor embaixada, o cerne da nossa política externa. Pequeno país no concerto dos povos, Portugal tem tido o privilégio de ter portugueses em lugares de primeira grandeza nas artes, na política internacional, no desporto. Lembro Maria João Pires na música clássica e António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas. (…)

HdMar

 

 

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Quo vadis Pedro Santana Lopes?

Pedro Santana Lopes não pode querer este mundo e o outro nas mãos. Propôs-se a lider do PSD depois da demissão de Pedro Passos Coelho e foi vencido por Rui Rio. Nas urnas. Depois rompeu com o partido e fundou o seu próprio partido que é não um partido com uma ideologia clara mas um partido personalista, para lembrar a curiosa classificação de Marcelo Rebelo de Sousa nas suas lições de direito constitucional. Querer alcondorar-se a líder de uma qualquer coligação de centro-direita é uma manobra de antecipação mas que ilude uma questão essencial. PSD e PP decidiram já propor-se aos eleitores portugueses nas proximas eleições legislativas, em listas separadas, com as suas valências próprias. E ser sufragados ou não pelos eleitores. Cristas já foi sufragada em eleições mas Rui Rio não. Não sabemos o que vale em termos nacionais. Essa é uma questão de clarificação política essencial. Para o Partido e seguramente para ele próprio. O PSD joga no médio e longo prazo e não no curto prazo. Isso seria xico-espertismo não estratégia. Depois o PSD terá que acertar a complementariedade com o PP de Assunção Cristas. Ela diz ser a líder da oposição mas será seguramente figura de estilo. Se representa dez por cento do eleitorado como dizem todas as sondagens. O que a coloca entre o BE e o PCP. Finalmente põe-se a questão da ligação a Santana Lopes e ao seu partido. Do ponto de vista dos interesses do centro-direita tem de se perceber o que ele quer. Não pode querer estar fora e dizer que está dentro. Não pode querer condicionar a estratégia do PSD. Pode-o tentar. Rui Rio, se bem o percebo, não responderá. E faz bem. Nas eleições legislativas, Santala Lopes será adversário do PSD. Não é fácil para os militantes do PSD, como é o meu caso, mas a vida é assim. Temos de optar muitas vezes em alternativas soma zero.santana lopes

https://expresso.pt/politica/2019-01-11-Santana-desafia-direita-a-juntar-se-numa-coligacao-pos-eleitoral-para-afastar-esquerda?fbclid=IwAR34iVCrnlGixAVNvKXA3Bzk7U6BZEuIWYnsmAhINYjbNasJmifzn3MrElo#gs.8srqgh

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Eleições espanholas: a vitória de Pirro

Partido Socialista aguenta-se [123] mas terá que se aliar à extrema-esquerda para formar governo. Sempre julguei que o Ciudadanos subisse mais mas não. O espectro político está muito fragmentado o que significa que passaremos a ter em Espanha maiorias circunstanciais e voláteis. O Vox é uma nova força política [24] que representa os nacionalistas espanhóis. É habitualmente classificada de franquista mas é um erro. A luta pela independência da Catalunha criou feridas internas no tecido polítco espanhol que o tempo aprofundará. O problema da migração é brutal em Espanha sobretudo no sul. O chefe do PSOE tem um grande teste à frente. Para já ser lider, algo que acho que ainda não provou. A aliança com o Podemos é contranatura. Vai ser um saco cheio de lacraus a puxar para um lado e para um outro. Espanha

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A extrema-esquerda buçal

As meninas Mortágua. Pela pena de Alberto Gonçalves. Quanto ao autocarro já somos dois. São uma inutilidade noticiosa e política. Não é a juventude que traz inteligência. Há de tudo. Em baixo: quem sai aos seus não é de Genebra.
“E, também integrada no promissor estreitamento de laços com o “país irmão”, é verdadeira a notícia de que, numa passeata do Bloco de Esquerda, as filhas do empresário Camilo Mortágua cantarolaram umas rimas ao gosto popular que apelavam à morte do sr. Bolsonaro, e que a rábula revisteira causou relativo escândalo nos Facebooks do costume. Não vejo porquê. Se as meninas Mortágua abominam o presidente do Brasil, é da mais elementar sinceridade desejar a respectiva morte em ritmo de desgarrada. E se um autocarro as estrafegasse durante a cantoria eu não perderia dois segundos a lamentar a tragédia.”

57317147_1960463084060410_7801210152132018176_o

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Fechando o ciclo do Oriente

Daqui a um mês concluo um ciclo da minha vida. Foi surpreendente nos aspectos positivos, e nos negativos. O balanço foi positivo. Porque a vida vale a pena para ser vivida plenamente. Correndo riscos. Sem risco não há ganho. Mas pode haver falhanço. É com os tombos que aprendemos a levantar-nos. É como andar de bicicleta. Se não cair e ferir os joelhos não serei capaz de pegar na bicicleta outra vez e ir em frente. Convivemos toda a nossa vida com o falhanço e ainda bem que falhamos porque enrijamos, tornamo-nos melhores. A felicidade é uma coisa relativa. Os gregos tinham uma fixação com a eudaimonia, a lógica da felicidade na filosofia. Platão inventou a utopia da sociedade superiormente feliz em que tudo estava programado e cada um tinha o seu lugar. A felicidade é transitória, como a dor, o medo e o fracasso. Alternamos nestes sentimentos. E a nossa carne a nossa humanidade. Sair da zona de conforto é algo essencial, ‘mandatory’ como dizem os ingleses. Procurar projectos novos sem esperar retribuição imediata, fixar objectivos a médio prazo e seguir em frente. Manter a ‘máquina’ a funcionar. Ser ambiciosos num sentido proactivo. A cultura judaico-cristà habituou-os a outra lógica: vais penar, nesta vida, mas encontrarás noutra a felicidade definitiva, a perfeita. É mentira, é uma história atordoante para sermos complacentes com uma vida de esforço minimo, de acomodamento, do deixa andar. Uma vida tipo zapping por 100 canais de televisão em que não se passa nada como diz a canção do Springsteen. O amor próprio e a autoconfiança são essenciais. Digo-o todos os anos aos meus alunos no começo do semestre. Ser critico, nào aceitar nada como dogma ou verdade perfeita, questionar e interrogar. Ousar, sempre. Também, não ter medo da opinião dos outros. Não servem para nada, nada acrescentam. O que interessa é a opinião que temos de nós próprios. Como nos vemos no espelho quando fazemos a barba, lavamos os dentes, ou fazemos a a maquillage. A vida merece para ser vivida, não para viver em meio adormecimento, à espera que venha a reforma, o não fazer nada. Também é o efeito da educação judaica-cristã, a ideia que o trabalho é mau, é penoso, é próprio de gente que não sabe fazer mais nada. O trabalho faz-nos humanos, espirito e matéria. Aproveitem o melhor que têm de cada minuto do vosso tempo. Como se fosse o último.

Zona B

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O despedimento de jornalistas em Portugal

Fartei-me de avisar quanto a isto. Sibilinamente fizeram-me chegar que eu não estava a perceber que o projecto era algo memorável, transcendental. Lembrei no meu site [Exilio do Andarilho] a velha lógica do capitalismo. As empresas existem para dar lucro; só existem para isso. Acharam que eu não estavam a ver bem. E agora vamos a ver a situação laboral dos jornalistas em Portugal.

https: //port.tdm.com.mo/c_radio/index.php?ra=nd&id=19978&fbclid=IwAR0mCmilbvzMXGiFBwclwTh1jF_jkjkT2hzXSjgyhsgteZ5o79ogc_3y0xE

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Portugueses assassinados em Angola

Factos são evidências. Ainda ontem falava do desastre da visita da ministra Van Dunen a Angola. Donde trouxe uma mão cheia de nada mas muitas verborreia. É um desastre neste governo de anedota que governa Portugal. 58113423_1957255227714529_7516062024900542464_n

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O problema com a Iniciativa “Uma Faixa, uma Rota”

Parece haver muita poeira no ar no que respeita ao que Portugal se comprometeu com a China sobre a Iniciativa OBOR. Vamos lembrar o que foi assinado em Dezembro de 2018 em Lisboa. Ä noticia é da Reuters.

Portugal, China sign preliminary deal on belt and road initiative

LISBON, Dec 5 (Reuters) – Portugal and China signed on Wednesday a memorandum of understanding on cooperation on Beijing’s belt and road initiative.

The agreement covers a wide range of sectors, especially digital connectivity and electric mobility, said a statement from the Portuguese prime minister’s office.

The agreement was signed during a visit to Portugal of Chinese President Xi Jinping.OBOR3

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A errónea leitura esquerdista do terrorismo

Continua-se a minimizar um fenómeno que ultrapassou as referências tradicionais. Durante muito tempo o terrorismo foi disfarçado de lutas de libertação nacional e anticapitalistas. Aconteceu na America Latina e na Europa [Irlanda, Alemanha, Italia]. Hoje temos um terrorismo islamita orquestrado de fora em que são executores gente rica filha de classes abastadas. Lá se vai a explicação neomarxista dos pobres e oprimidos em rebeldia contra o sistema burguês dominante. São burgueses e bem instalados na vida os que se fizeram ir pelo ar no Sri Lanka. Como explicar? Uma leitura enviesada do livro sagrado e dos haddiths do Profeta, retirados do contexto histórico e vendidos aos novos crentes como a panaceia libertadora. Insisto neste ponto, porque há amigos que insistem na explicação da radicalização sem terem em conta o contexto religioso. O Islão é uma doutrina completa, uma concepção de vida e felicidade. É total. Aplica-se à vida do crente em todas as suas expressões. Enquanto não o percebermos, não percebemos nada do que se passa no mundo. A toada laica e ateia da sociedade ocidental escarneceu do fenómeno religioso. Agora tem-no de volta como uma explosão. E ainda estamos no princípio.

https://www.nytimes.com/2019/04/24/world/asia/sri-lanka-bombers-millionaire.html?smtyp=cur&smid=tw-nytimesworld&fbclid=IwAR3HrxAjk6N3FcW7-rX6nwGyRsyIKOuVDhZz2x4H4uWUmM6kserpZ6XBdCU

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O meu 25 de Abril

Guardo do 25 de Abril saudosas memórias pela explosão de expectativas que gerou e que levou à remoção dos instrumentos do regime ditatorial que caiu nesse dia. Recordo sempre e partilho com os meus alunos que a revolução nunca foi pensada para ser uma revolução mas sim um golpe militar destinado a eliminar a brutalidade de um regime ditatorial. O Programa do MFA estava longe do processo de democratização que teria lugar nos anos a seguir e que só foi possível por pressão popular. Não é possível ver o 25 de Abril sem o 11 de Março e o 25 de Novembro. Se o ano de 1974 foi de abertura e alegria o de 1975 foi de excessos e deu espaço à aventura radical e comunista que seria parada a 25 de Novembro. Visto em retrospectiva os ódios estavam de tal forma à flor da pele que teriamos embarcado numa guerra civil e nos matado uns aos outros. Somos devedores a alguns militares que impuseram o bom senso: Ramalho Eanes, Costa Gomes, Melo Antunes, e alguns outros. Foram dois anos fulgurantes em que vivi a revolução passo a passo. No Chiado no 25 de Abril, na António Maria Cardoso na manifestação contra a PIDE, no 1.o de Maio no estadio do INATEL, no Ralis no 11 de Março, na contramanifestação versus a Marcha Silenciosa, na noite de 24 de Novembro numa sede partidária preparado para tudo. Uma palavra última de . Apesar das asneiras que faria depois foi nesse tempo uma presença serena, conciliadora, agregadora. Teve visão e evitou que embarcássemos num confronto definitivo.25A

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

As carpideiras, a visita do Ministro e o criminoso

Eu também acho. Não se pode dar importância a criminosos. Há que julgá-los e cadeia com eles. Mas tem de se lhes responder sob pena de ser-se  cumplice com o criminoso José Sócrates. O que ele fez de mal ao Brasil está à vista. Senão fora a sua cupidez e o auxílio que deu a Lula da Silva nunca a situação económica do Brasil teria chegado ao ponto ao que chegou foi ludibriar, e pela porta calada embolsar. Na legenda “Ministro Sérgio Moro responde a Sócrates: não dialogo com criminosos”.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Sergio Moro em Portugal

Ao contrário do que carpiram as aves agoirentas mais os marxistas das várias cores e paladares, o Brasil entrou num ciclo de reajustamento, contenção de despesas, racionalidade de custos e instalação da ordem pública. Um dia de cada vez mas está-se no bom caminho. Por Lisboa um ex-presidiário a aguardar julgamento diz outra coisas do Brasil mas teve sempre a vocação de ser o palhaço do circo.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Era uma vez uma OPA

Parece prevalecer o bom-senso. Uma empresa que é um asset nacional e controla o sistema de distribuição nacional de gás e electicidade tomada em OPA por uma empresa ao serviço de um país estrangeiro seria um absurdo. A qual passaria a controlar todo o nosso sistema energético. Seria um atentado à nossa soberania e independência nacional.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Macron no gume da navalha

Macron lança algumas das iniciativas mais polémicas do seu mandato presidencial. Mexe nas reformas, no horário de trabalho (35 horas)  e nos feriados obrigatórios (21 feriados anuais) para contrabalançar a descida dos impostos. Visa o aumento da produtividade dos franceses que é baixa em termos europeus (103.16, o que corresponde a uma quebra de 15.60 em relação ao último ano). Terá contra ele as centrais sindicais e a esquerda socialista e radical que devem prometer incendiar as ruas. É o fim dos almoços grátis. A economia é uma chatice destapa-se num lado terá de se tapar noutro. O que vale à Europa é o crescimento da economia americana que tem mostrado uma dinâmica notável.

http://www.lefigaro.fr/conjoncture/retraite-jour-ferie-35h-les-pistes-de-l-executif-pour-faire-travailler-plus-les-francais-20190423?fbclid=IwAR16Mb0Cl2__YYMykN_ZBAwIuXzhljJVuryT1mY2700br3KwpYEQ1UVsCTk

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Lideres do Occupy Central condenados a pena de prisão

Líderes do movimento Occupy Central detidos. Entre os quais os professores Benny Tai e Chan Kin-Man. Foram condenados a 16 meses de prisão por desobediência civil pelos incidentes de há 5 anos. É um momento de viragem numa direcção mais dura e conservadora longe das promessas de democracia abertas pela Lei Básica. É a mão de ferro do continente que se fecha. Até a magistratura judicial não é insensível às pressões de Pequim.

https://www.lemonde.fr/international/article/2019/04/24/hongkong-jusqu-a-16-mois-de-prison-pour-les-leaders-du-mouvement-prodemocratie_5454042_3210.html?fbclid=IwAR1ds6bllUaTSTByg6HzTx_T31kgLF9WSrwSc62czMxWuyjnmn2sQgWXlLk

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Novo ataque terrorista no Sri Lanka

Mais um ataque no Sri Lanka ontem em frente à Igreja de Sto Antonio. Um carro armadilhado. Não se conhecem vitimas. Autoridades deo Sri Lanka foram avisadas por três vezes nas ultimas semanas e 10 minutos antes dos ataques de domingo de Páscoa. É uma acção do terrorismo internacional bem organizado e implementado. Desconfio que estamos a assistir ao renascimento da Al Qaeda ou de algo que decorre da osmose Al Qaeda/ISIS. E não acabou por aqui. Teremos novos inicidentes nas próximas semanas. As células salafistas estão activas à espera de ordens. Há possibilidade da instabilidade se propagar ao Sul da India. Os governos da região devem se preparar para o resurgimento de um ambiente internacional idêntico ao que se seguiu ao 11 de Setembro de 2001.

https://www.bbc.com/news/world-asia-48016994?fbclid=IwAR0va7ZFMqkgWA7ZAnISipimbDzLsjAxe331BhBHJj7MLiXjUE87S3UbmNU

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Declarações do Bispo do Porto

O Sr. Bispo não está bem seguramente. Não parece que a Igreja tenha algo a ver com o horário de funcionamento dos supermercados e centros comerciais. Se muitos de nós são católicos e devem obediência às orientações da Igreja Católica muitos são laicos, sem religião. Portugal é um estado laico em que cada um professa a religião que entende e da forma como entende. Já temos o reflexo de sermos um país de origem católica nos feriados religiosos do nosso calendário. Não temos de ir além disso.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O papel dos Imans no islão

Os ímans não são líderes religiosos no sentido afim da teologia cristã ou protestante. São leitores do Corão e coordenam madrassas. Estão ligados às comunidades de origem. Muitas das comunidades migrantes apenas falam o dialecto nativo. Não lêem árabe língua em que está escrito o Alcorão. Um dos problemas é que eles transportam para essas comunidades migrantes a mentalidade salafista, conservadora, rural das comunidades de origem. E não têm capacidade de [ou não querem] se adaptar `as sociedades ocidentais para onde são chamados. Escrevi um artigo longo no meu livro “Religion, culture and sense of belonging” sobre essa realidade no contexto britânico que é o que investiguei. Porque funcionam autonomamente não recebem directivas de qualquer autoridade religiosa superior que não reconhecem. Por exemplo em Inglaterra, a Comunidade Islâmica Britânica [Muslim Council of Britain, https://mcb.org.uk%5D que é uma espécie de coordenadora das organizações muçulmanas é considerada apóstata por estes lideres extremistas e puritanos. Do ponto de vista de segurança interna têm de ser acompanhados, um a um, e em caso de delito julgados e expulsos. Foi o que a Grã-Bretanha fez quanto ao Iman Anjem Choudary.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Trump ri-se. Os democratas não acertam uma.

Como sempre defendi os democratas não têm ponta por onde pegar na acusação de coalizão do Presidente com a Rússia. Houve contactos entre financiadores e a direcção da campanha como é habitual no sistema americano já que o financiamento da campanha é privado, não público. Parte deles são estrangeiros. Nada de admirar. Um dos grandes financiadores de Bill Clinton na sua reeleição presidencial era um conhecido empresário chinês com ligações a Pequim. Aliás a posição de Trump quanto a Putin tem sido errática, umas vezes próxima outras vezes antagónica. Quiz a Russia interferir na política interna dos Estados Unidos? Seguramente. Já o faz deste a guerra fira. Ou seja a prova não se concretizou e a hipocrisia dos democratas é impressiva. Num tempo Muller era um anjo da guarda porque era o instrumento para decapitar o Predidente, noutro tempo é o bandido porque concluiu que não há coalizão. Em pré-campanha para as presidenciais de 2020 os democratas agarram-se à única arma que imaginam poder levá-los ao colo para a Casa Branca. Hoje estão cativos da esquerda do partido e com esse enfoque não vão a lado nenhum. Nunca os americanos votarão num politico socialista para Presidente.

https://www.bbc.com/news/world-us-canada-47983775?fbclid=IwAR3pLvwnlxci72H4byULC7nB0bqwy4mEOsYN44LEc3r-qbPsv-Y7RxBVbdI

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Lembrando a Pátria

Lembrando a Pátria. Tentamo-nos a diminuir o dia de hoje achando que somos menos do que somos e que os valores da identidade nacional estão fora de moda. É um globalismo de pacotilha que se instalou na nossa memória colectiva e que contesta a noção de nação e de portugalidade. Felizmente, na diáspora, damos cada vez mais valor ao conceito de Pátria porque é ele que nos faz diferentes e singulares. Aprendemos a ser patriotas cá fora, a estimar o que é português. Quando a imagem do Cais das Colunas que tantos poetas glorificaram está lá tão longe. É o orgulho de ser português. Há quem esconda o passaporte português no fundo de uma gaveta e o tire de lá quando isso lhe traz vantagens. Naturalmente não temos todos as mesmas oportunidades mas são notáveis os progressos feitos pelo país nestes 45 anos de democracia. Há sempre algo a melhorar mas há que nunca desistir.10 Junho

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário