Trump ganharia outra vez [diz o Washington Post]

Absolutamente. Será interessante perguntar porquê? Revelou-se Trump um politico extraordinário? Não. Mudou a America para melhor? Nem por isso. Mudou a imagem da América no mundo? Também não. Mas porque ganhou e ganharia se as eleções fossem hoje, um ano depois? Porque a alternativa era pior que o candidato republicano. Por que revelou o que há mais detestável na política norte-americana: os complots de bastidores, os golpes, a sucessão de mentiras, o dinheiro que circula sempre para os mesmos bolsos. Ou seja a expressão do Partido Democrata sob Hillary Clinton. É por isso que os americanos votaram em Trump: não queriam mais do mesmo, das trapaçadas e das vigarices. É por isso – como tenho previsto ao longo dos ultimos dez meses – que os republicanos vão ganhar as eleições intercalares de 2018. E os democratas perdê-las. Vai uma aposta?

A year doesn’t make a difference, apparently.

A new poll shows Trump and Hillary Clinton tied at 40 among 2016 voters, which is an improvement for Trump.
Anúncios
Publicado em Donald Trump, Eleições Presidenciais, Estados Unidos, Hillary Clinton, Trump, Uncategorized | Publicar um comentário

Mitos comunistas

Um dos mitos mais perigosos do século XX é o da natureza salvífica da União Soviética e dos seus líderes, Lenine e Estaline. Pelo desconhecimento do percurso efectivo destes políticos implantou-se na cultura da esquerda a ideia que eles salvaram a Europa do terror nazi, devolveram os países que foram ocupados pelo Exército Vermelho à liberdade e ao progresso e instituiram um regime de igualdade efectiva, sem diferenças entre as classes sociais e em que os interesses do colectivo foram sempre postos acima dos interesses dos poderosos e dos capitalistas. Vinte e oito anos depois da queda do Muro de Berlim esse mito subsiste como uma carraça na cultura anti-capitalista e igualitária das várias formas de radicalismo socialista em que o marxismo se fragmentou. E subsiste minimizando, escondendo e disfarçando o carácter facínora, assassino e implacável dos lideres comunistas russos. Hoje sabe-se que morreram mais pessoas alvo do terror soviético, das purgas, da colectivização forçada do que os que morreram em combate e nos ataques durante a Segunda Guerra Mundial. Estaline é ainda assim associado ao lado totalitário, persecutório do regime soviético mas tem existido um complot de silêncio para extrair Lenine a essa caracterização. A historiografia contemporânea e a abertura dos arquivos do KGB permite hoje conhecer-lhe a natureza implacável e autocrática, o provável facto de ter sido pago pelos serviços secretos do Kaiser alemão para minar e derrubar o regime czarista na Rússia e organizar os seus bolcheviques que eram ao tempo um pequeno agrupamento radical, sem expressão eleitoral. De certa forma, o golpe de Lenine [a chamada revolução de Outubro] foi possível pela falta de liderança dos mencheviques, pela cobardia de Kerensky e pela minimização da ameaça que constituía Lenine. É curioso que nos meses seguintes à tomada de poder, Lenine lançaria a caça ao homem aos seus inimigos internos fazendo-os eliminar de forma sumária, sem julgamento ou o direito de se defenderem da acusação de traição que lhes foi dirigida. O que teria acontecido se se tivesse sabido ao tempo das ligações de Lenine à Alemanha e ao regime do Kaiser?

“One day they will write history books about me. Or else.”
http://amzn.to/2iCErEX

Just as we can count on the leaves turning and eventually falling from the trees, we can count on the fall to bring some great serious nonfiction. Big, bold books by award-winning authors. Stories of great leaders, the good ones and the…
Publicado em Estaline, Lenine, Partido Bolchevique, Uncategorized | Publicar um comentário

Gustavo Dudamel

Foi com pena que me confrontei ontem com o cancelamento do concerto [e digressão] do Maestro Gustavo Dudamel em Hong Kong e na Ásia e da sua reinterpretação das nove Sinfonias de Beethoven. É provavelmente a maior esperança de renovação da música clássica tal a emoção que desperta em públicos que não estão habituados à Grande Música ou não têm [ainda] o o ouvido treinado para ela. Tenho muita pena. De consulta à sua página no Facebook confrontei-me agora com a nota que deixou e segundo a qual a verdadeira razão do cancelamento da digressão é devida à politica social-fascista do governo da Venezuela e do seu presidente perante a dimensão cultural do seu país e quanto a todos os que ousam discordar da sua politica autoritária e discriminatória.
Estou com o Maestro Dudamel e tenho a certeza que este tiranete seguirá o caminho de outros na história do mundo: o derrube e/ou o exilio. Como dizia Garcia Lorca “En la bandera de la Libertad bordé el amor más grande de mi vida.”

“Me da absoluta tristeza que el gobierno venezolano haya cancelado una vez más una gira de una orquesta de El Sistema. Es un momento muy triste y doloroso para mí, para la Orquesta Sinfónica Simón Bolívar de Venezuela, y para mi país. Una vez más hemos sido prevenidos en nuestro deseo de compartir el notable talento y la esperanza de nuestra gente con el mundo.
Sin embargo, eventos como estos sólo fortalecen mi determinación para garantizar que la música continúe, en todas partes. De hecho, estos tiempos difíciles son precisamente cuando más necesitamos música: para reafirmar las conexiones humanas entre nosotros, para expresar nuestros deseos y para alimentar nuestros sueños de un futuro mejor.
A nuestros amigos en Taiwán, Cantón y Hong Kong, gracias por su comprensión y apoyo.
Para mis queridos hermanos y hermanas en la orquesta Bolívar y los jóvenes de nuestro magnífico país, manténganse fuertes y orgullosos: nuestro espíritu no se romperá, nuestra esperanza no se extinguirá, nuestra música no será silenciada. Somos el futuro.
Nunca dejaré de defender la libertad de expresión y los valores de una sociedad justa. Los días oscuros como estos son difíciles, pero al estar juntos podemos afrontar el desafío de mejorar nuestra sociedad.
En esa causa, todos podemos inspirarnos en Beethoven, quien en su Fantasía Coral nos llama a aspirar a nuestros más altos ideales:
“Aceptad, pues, almas bellas,
alegremente los dones del buen arte.
Cuando se unen el amor y la fuerza
el favor de los dioses al hombre recompensa.””

See More

Image may contain: 1 person, smiling, standing
Like
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Nawaz Sharif acusado de corrupção

SharifHá algum tempo que o ex-Primeiro-Ministro do Paquistão era acusado de “embezzelement” isto é de auto-favorecimento no desempenho de funções públicas. O Tribunal Supremo da India condenou-o e obrigou- a resignar. O Supremo Tribunal ordenou a fiscalização das propriedades que Nawaz Sharif e família detêm em Londres, havendo a suspeita que dinheiro de corrupção era transformado em propriedades.

O Paquistão está “bem-posicionado” na lista dos países mais corruptos do mundo. O Paquistão foi um dos principais aliados dos Estados Unidos na luta contra o terrorismo islamista no pos-11 de Setembro. Curiosamente Bin Laden, o lider da Al Qaeda, foi apanhado em esconderijo em território paquistanês e capturado juntamente com membros da sua familia e guarda-costas. Seria, ao que se sabe, executado pelos militares e norte-americanos. O destino dos seus restos mortais nunca foi revelado.

Pakistan’s ex-PM Nawaz Sharif to face corruption trial

http://www.bbc.com/news/world-asia-41854253

Publicado em Al Qaeda, Bin Laden, Estados Unidos, Paquistão, Terrorismo, Uncategorized | Publicar um comentário

Lido noutro lado 3

No Insurgente

Hillary Clinton corrompeu a eleição

Ricardo Campelo de Magalhães
Em 2015, o Partido Democrata estava próximo da falência (como o PS).
Hillary Clinton e os que lhe eram próximos fizeram então uma proposta irrecusável: dinheiro em troca da nomeação. A última líder da direção do partido (após Debbie Wasserman Schultz, que teve de se demitir devido a um escândalo de favorecimento a Hillary…) conta agora detalhes sobre todo o processo.
Publicado em Eleições Presidenciais, Estados Unidos, Hillary Clinton, Partido Democrata, Uncategorized | Publicar um comentário

Lido noutro lado 2

John Wolf

Fernando Medina fechou acordo com o Bloco de Esquerda (BE), mas nem por isso com o Partido Comunista Português (PCP). Ou seja, o que se passa na autarquia não é uma réplica do todo governativo, mas apenas a reciclagem de uma parte do artefacto, da geringonça. Em abono da maquineta, trata-se de uma “gonça” (como em amigo da gonça). No entanto o facto de Medina ter fechado acordo com o BE, não significa que tenha um compromisso com as efectivas necessidades dos lisboetas (precisa do BE para governar, baixou as calcinhas) e que consiga explicar como vão financiar a brincadeira. Estão apenas no lado do haver, com nenhuma menção do dever, de quem fica a arder. Não vale a pena entrar em detalhes críticos sobre a lista de supermercado de Medina e Martins, porque está lá tudo de um modo relativamente consensual, politicamente simpático para eles. Podemos concordar quase na íntegra com o enxoval dos noivos, mas devemos temer o copo de água. Serão necessárias mais taxas e impostos municipalizados para angariar meios financeiros para o orçamento da Câmara Municipal de Lisboa. A única coisa que parece ter sido omitida no programa de festas do casal camarário é um gabinete para análise e tratamento de assédio político ou de outra natureza. Seria interessante, á laia de sociólogo explorador, estudar o ecosistema camarário. Não me venham com estórias de que palmadinhas nas costas e no rabinho não acontecem todos os dias, à má-fila, à comuna – your ass is mine.

Publicado em Bloco de Esquerda, Câmara de Lisboa, Geringonça, Henrique Medina, PS, Uncategorized | Publicar um comentário

Lido noutro lado

Delito de opinião.

por Luís Menezes Leitão, em 02.11.17

Não consigo compreender como é possível mandar para a prisão os governantes de um governo deposto pelo simples facto de terem executado o programa com que se apresentaram a eleições, as quais lhes deram a maioria no parlamento. Em Espanha neste momento há processos com acusações por penas gravíssimas e medidas de coacção desproporcionadas apenas por simples delito de opinião. Estes governantes estão presos porque não se consideram espanhóis e quiseram que a sua região fosse independente. E já agora, alguém acredita que as eleições convocadas ao abrigo do art. 155 vão ser realizadas adequadamente quando os líderes independentistas são previamente sujeitos à prisão ou ao exílio? Fala-se tanto nos regimes ditatoriais do leste da Europa e assiste-se sem uma palavra a estas coisas aqui mesmo ao lado.

Publicado em Catalunha, Espanha, Independência, Uncategorized | Publicar um comentário

Atentado terrorista em Nova Iorque

A história repete-se algumas vezes como drama; outras como farsa. Esta forma expedita de fazer atentados terroristas entrou na moda. Todos os tresloucados o copiam e não há muito que se possa fazer para os evitar. O terrorismo volta ao solo norte-amerticano. A ‘besta” não foi neutralizada; andava por aí adormecida. Não sei se o meu amigo Pathé-Duarte concorda mas não há vitória definitiva contra o terrorismo. Há vitórias em combate, seguidas de retrocessos. Tenho, por aí, alinhavado um texto sobre a nova vaga do terrorismo islamista no Sudeste Asiático. Vou ver se regresso a ele. Se Duterte julga que venceu a sedição muçulmana no Sul das Filipinas está muito enganado. É um caso de uma minoria que tem sido ostracizada pela maioria católica do país e os direitos espezinhados e negados. Quanto mais esta situação se adensar mais os terroristas têm lastro para os seus processos extremistas e violentos. Seria bom que alguém explicasse a Trump que despachar o último “lone wolf” para Guantanamo não vai resolver o problema de raiz. O caminho foi apontado por esta verdadeira exibição de propaganda terrorista. Outros se tentarão a replicá-lo.

Image may contain: 1 person
LikeShow more reactions

Comment

Publicado em Administração Trump, Donald Trump, Islamismo, Terrorismo, Uncategorized | Publicar um comentário

19.o Congresso do Partido Comunista Chinês

MagnificosA reunião magna dos comunistas chineses teve lugar em Pequim na semana transacta sob a égide de duas interrogações: estaria Xi Jinping em condições de concentrar o seu poder político interno em termos que não se viam desde Mao Zedong? Em caso de resposta positiva, quem seria o seu próximo sucessor à frente do Partido e do Estado?

As respostas que saem do Congresso, que colocou efectivamente fim ao primeiro mandato de Xi Jinping, são mistas. O resto em baixo.

https://opiniaopontofinal.wordpress.com/2017/10/31/as-consequencias-do-xix-congresso-do-pcc/

Publicado em China, Deng Xiao Ping, Marxismo, Partido Comunista Chinês, República Popular da China, Uncategorized, Xi Jinping | Publicar um comentário

Lembrando os fascistas

Fascistas desfilando em San Sebastian depois de terem esmagado a ferro e fogo a resistência republicana. Há coisas que não se apagam da memória dos povos. Parece que não estão lá mas estão.

Image may contain: 9 people, people standing and outdoor
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário